Siga-nos!

Mundo

“Vocês são os racistas”, diz mulher negra a “antifascistas” nos EUA

“Não sou oprimida e sou negra”, prosseguiu Nestride.

Michael Caceres

Publicado

em

Nestride Yumga (Reprodução / Breitbart)

O debate sobre a morte de George Floyd, negro que ficou por oito minutos com o joelho de um policial branco pressionando seu pescoço, acabou gerando uma convulsão social, com grupos extremistas aproveitando as manifestações para promover vandalismo, saques e assassinatos.

Esse cenário causou indignação em Nestride Yumga, mulher negra que foi filmada criticando manifestantes que se autointitulam “antifascistas”. O recado que ela transmite é que todas as vida humanas importam, independente da etnia ou do tom de pele.

Segundo o Breibart, a mulher participou de um protesto realizado em Washington, capital dos Estados Unidos, onde questionou o fato de só terem usado os dizeres “black lives matter” para designar a morte do segurança negro George Floyd, enquanto houveram outras mortes que não estão sendo lamentadas.

“Mas, se [vidas negras] importam, elas devem importar o tempo todo”, disse Nestride à uma militante branca que participava da manifestação. “Crianças negras são mortas todos os dias em Chicago”, exemplificou. Ela também disse que sendo negra não se sente reprimida no país.

“Vocês são os racistas”, gritou Nestride, enquanto era interrompida pela mulher branca, que tenta se posicionar criticando a postura de Nestride.

“Parem de forçar as pessoas a aceitar que são oprimidas”, afirmou a manifestante. “Não sou oprimida e sou negra”, concluiu Nestride.

Trending