Siga-nos!

Israel

Turquia fala em “libertar al-Aqsa” depois de transformar igreja em mesquita

Recado em tom ameaçador fala em tomar controle sob Jerusalém.

Publicado

em

ANÚNCIO

Considerado por muitos um ditador, Recep Tayyip Erdogan, que governa a Turquia, prometeu “libertar a mesquita al-Aqsa” de Israel depois de “ressuscitar Hagia Sophia”, igreja cristã histórica que foi convertida em mesquita muçulmana.

A decisão de mudar o status da antiga catedral Hagia Sophia, construída em homenagem à Divina Sabedoria, foi criticada em todo o mundo. Não é a primeira vez que a igreja cristã é transformada em mesquita, já que em 1453 isso aconteceu e depois em 1934 ela chegou a ser transformada em um museu.

ANÚNCIO

Com uma agenda religiosa autoritária, a Turquia tem se tornado um país autoritário, com prisões arbitrárias e ações militares de invasão de países vizinhos. Agora, o site oficial do governo turco afirma que Hagia Sophia anuncia a libertação da mesquita que fica em Jerusalém.

“A ressurreição de Hagia Sophia é o passo da vontade dos muçulmanos em todo o mundo … a ressurreição de Hagia Sophia é a reignição do fogo da esperança dos muçulmanos e de todos os oprimidos, errados, oprimidos e explorados”, ameaçou.

O significado do discurso ganha ainda um tom mais ameaçador em árabe, quando afirma que transformar Hagia Sophia em uma mesquita faz parte do “retorno da liberdade a al-Aqsa”, significando essencialmente que Israel deve ser expulso do controle da Cidade Velha de Jerusalém, onde al-Aqsa está localizado, segundo o Jerusalém Post.

ANÚNCIO
ANÚNCIO