Siga-nos!

Mundo

Tensão leva Estados Unidos e China a realizarem exercícios militares

Regime comunista está desrespeitando tratados assinados sobre a região.

Michael Caceres

Publicado

em

Porta-aviões dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Estados Unidos)

O Estados Unidos enviaram dois porta-aviões para um dos locais de maior tensão da Ásia como uma mensagem clara à China de que não aprecia o aumento militar de Pequim na região. O USS Ronald Reagan e o USS Nimitz realizarão os maiores exercícios da Marinha americana nos últimos anos no Marda China Medional.

No mesmo local o regime comunista chinês realiza exercícios, onde há uma intensa disputa com Taiwan e Vietnã, sendo que a China considera Taiwan uma província rebelde. Washington acusa o regime de violar a Declaração sobre a Conduta das Partes no Mar da China Meridional de 2002.

“Estes exercícios violam, ainda, os compromissos assumidos pela China na Declaração sobre a Conduta das Partes no Mar da China Meridional de 2002”, alertou.

No texto em questão, está estabelecido que os países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN, na sigla em inglês) se comprometiam a evitar “atividades que pudessem complicar ou agravar os desacordos e ameaçar a paz e a segurança”.

Os exercícios militares são “o último episódio de uma longa série de atuações da China para fazer valer reivindicações marítimas ilegais e prejudicar seus vizinhos asiáticos no Mar da China meridional”, acrescentou os Estados Unidos.

Trending