Siga-nos!

Sociedade

STF libera show de cantora gospel no réveillon de Copacabana

Dias Toffoli liberou a apresentação da cantora Anayle Sullivan dizendo que a exclusão do show gospel seria uma forma de discriminação

Publicado

em

ANÚNCIO

A prefeitura do Rio de Janeiro recorreu ao Supremo Tribunal Federal para liberar o show da cantora gospel Anayle Sullivan no Réveillon de Copacabana que acontece nesta terça-feira (31).

Nesta segunda, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, liberou a apresentação da cantora dizendo que a exclusão do show gospel seria uma forma de discriminação.

ANÚNCIO

“Foram contratados para se apresentarem no evento diversos profissionais, de variadas expressões artísticas e culturais apreciadas no país, não se admitindo que a categorização em determinado estilo musical seja usado como fator de discriminação para fins de exclusão de participação em espetáculo que se pretende plural”, disse Toffoli na decisão publicada no portal do STF.

No pedido, a prefeitura do Rio declarou que no réveillon “diferentes tipos de manifestações culturais, inclusive com músicos que usam temas próprios de outros credos” e também argumentou que o show já estava contratado e que a divulgação já havia sido feita.

As decisões em caráter liminar foram tomadas em primeira e segunda instâncias após uma ação movida pela ATEA (Associação de Ateus e Agnósticos) que havia declarado inconstitucionalidade na apresentação religiosa em um evento público por ferir a laicidade do Estado.

ANÚNCIO
ANÚNCIO