Siga-nos!

“Jesus é amor, não é ódio”, afirma Fábio Porchat sobre polêmica

“Se você acredita no seu Deus, não precisa se preocupar com a gente”, desafia líder do Porta dos Fundos.

Publicado

em

Fábio Porchat, um dos líderes do famigerado grupo Porta dos Fundos, afirmou que as zombarias promovidas pela trupe são “um grão de areia” para Deus e que os cristãos não deveriam se preocupar, pois o Criador irá “tomar conta e resolver os problemas”.

Em entrevista ao UOL, o humorista falou sobre os polêmicos especiais de Natal, que acontecem desde 2013, promovidos pelo canal do Youtube.

“Dá pra rir de tudo”, acredita. “Só a gente pode fazer esse tipo de especial de Natal, por mais que a Globo faça uma coisa ou outra religiosa”, enfatiza.

Para ele, aconteceu “alguma coisa” entre 2018 e 2019 – clara referência a eleição de Bolsonaro – que deixou as pessoas “mais agressivas, intolerantes, e se sentindo no direito de serem paladinos da justiça e dos bons costumes”.

Porchat afirma que “Jesus é amor, não é ódio” e que Cristo “está preocupado com gente morrendo, não se eu fiz uma brincadeira com Jesus”.

Uma das “brincadeiras” do grupo é colocar Cristo em namoro gay com satanás e sugerir triangulo amoroso entre José, Maria e Deus, só para citar o último “especial de Natal”.

O humorista faz ainda um desafio aos cristãos sobre a fé. “E se você confia na sua religião, e acredita no seu Deus, não precisa se preocupar com a gente”, diz, porque “está na Bíblia: Deus vai tomar conta e resolver os problemas”.