Siga-nos!

Sociedade

São Paulo espera aprovação do regulador para vacina Sinovac até janeiro

Publicado

em

O secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse nesta segunda-feira que espera que o órgão regulador brasileiro aprove o uso de uma vacina COVID-19 desenvolvida pela chinesa Sinovac até janeiro.

Estado de São Paulo espera Anvisa aprovar a Sinovac

O instituto de pesquisa biomédica do Butantan, que está realizando os últimos testes da vacina Sinovac no Brasil, já atingiu o número mínimo de casos infectados para registrar a vacina, disse Gorinchteyn em entrevista coletiva.

São Paulo espera aprovação do regulador para vacina Sinovac até janeiro
Foto: (reprodução/internet)

João Gabbardo, chefe do comitê de contingência COVID-19 de São Paulo, disse no mesmo evento que espera que o regulador de saúde da China aprove o CoronaVac da Sinovac em dezembro, o que pode acelerar a aprovação no Brasil.

Leia também: Brasil registra 194 mortes de COVID-19 no domingo

A vacina contra o Sinovac foi promovida pelo governador de São Paulo, João Doria, um movimento que o colocou em conflito com o presidente Jair Bolsonaro, que é um cético vocal da China.

Bolsonaro atacou a vacina chinesa por falta de credibilidade e ainda não está claro se o governo federal a incluirá em seu programa nacional de inoculação.

Dimas Covas, diretor do Butantan, disse na segunda-feira que o ministério da saúde do Brasil agora tem todas as informações necessárias para incluir o Coronavac no programa nacional.

Veja também: Violência explode no Brasil após negro espancado até a morte na loja Carrefour

O ministério disse no domingo que planeja assinar cartas de intenção não vinculativas para comprar vacinas da Pfizer Inc, da Índia Bharat Biotech, do Fundo Russo de Investimento Direto, da Moderna Inc e da Janssen, uma unidade da Johnson & Johnson, mas não fez menção à Sinovac candidato.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News
Fonte: Reuters