Siga-nos!

Mundo

“Presenciamos o fim das denominações nos EUA”, diz teólogo

Publicado

em

Em um artigo do jornal Wall Street Journal Russel D. Moore, decano do Seminário Teolóico Batista do Sul, afirmou que estamos testemunhando a morte das denominações cristãs nos Estados Unidos.

Segundo Moore,e cada vez menos Cristãos norte-americanos se identificam com uma denominação religiosa em particular, como os metodistas, batistas, presbiterianos e pentecostais. Agora os cristãos escolhem uma Igreja não por pertencer a uma denominação concreta, mas se baseando em questões mais práticas como se a igreja é de fácil acesso, ou por gostar da música.

O teólogo diz que esta tendência é uma extensão natural da experiência evangélica americana. Pois após a Segunda Guerra Mundial, a nova geração de evangélicos frequentavam igrejas, mas parecia que dentro do templo não exista experiências que marcaram suas vidas.

As Igrejas não denominacionais representam hoje o segundo maior grupo dentro da faixa que compõem as Igrejas protestantes americanas e são também as que mais crescem, é o que revelou a Pesquisa da Religião na Universidade de Baylor.

Moore acredita que os reformadores querem voltar ao básico, para recuperar a centralidade de um relacionamento pessoal com Jesus, cumprindo o tema sempre presente no púlpito evangélico: “Ser membro de uma Igreja não faz de você um cristão, da mesma forma que viver em uma garagem não faz de você um carro.”

Fonte: Gospel Prime

Com informações de Christian Post e Guia-me