Siga-nos!

Mundo

Pesquisador identifica cavernas da Galileia onde judeus combateram romanos

Aos 70 anos, professor ainda entra em cavernas de difíceis acessos para descobrir partes da história.

Publicado

em

ANÚNCIO

Durante 15 anos o professor Dr. Yinon Shivtiel, da Safed Academic College, pesquisou os escritos de Flávio Josefo, um comandante judeu (anteriormente chamado de Yosef ben Matityahu) que liderou uma rebelião contra Roma e acabou se tornando um cidadão romano há aproximadamente 2.000 anos.

Nesses estudos, o professor pode identificar os locais de uma página importante na história da Grande Revolta e, assim, conseguiu encontrar centenas de cavernas da Galileia onde judeus combateram romanos.

ANÚNCIO

O estudo do professor foi publicado no mês passado no jornal The Ancient Near East Today pelas Escolas Americanas de Pesquisa Oriental, dando detalhes do trabalho de pesquisa feito por Shivtiel e sua equipe.

O pesquisador, que também é representante do Centro de Pesquisas em Cavernas, começou a visitar as cavernas, algumas das quais acessíveis apenas por escalada e descida de cordas.

O que foi apresentado aos seus olhos foi surpreendente: uma infinidade de descobertas, incluindo moedas, jarros, luminárias e partes de flechas, que remontam exatamente ao primeiro século.

ANÚNCIO

As descobertas permitiram-lhe perceber que aquelas eram de fato as cavernas descritas por Josefo. No geral, o estudioso identificou mais de 900 cavernas e explicou que a pesquisa está em andamento.

“Agora estou focando na Galileia Ocidental. Acabei de encontrar uma caverna em um penhasco íngreme e estou tentando identificar a qual população ela pertencia”, disse ao The Jerusalem Post.

ANÚNCIO