Siga-nos!

Pastores desafiam governador e anunciam cultos presenciais

Gavin Newsom quer tudo aberto, menos igrejas.

Michael Caceres

Publicado

em

Pastores da Califórnia (Sandy Huffaker / AFP)

Mais de 1.200 pastores da Califórnia, Estados Unidos, se preparam para desafiar a ordem do governador democrata Gavin Newsom, que admitiu a reabertura das atividades no estado, mas pretende manter as igrejas fechadas.

Os líderes pretendem retomar os cultos presenciais em 31 de maio.

Gavin Newsom chegou a ser alertado pelo chefe da Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que seu plano de reabrir o estado e manter igrejas fechadas é discriminatório.

O fechamento das igrejas com o objetivo de evitar a disseminação da covid-19 aconteceu em 19 de março e a Califórnia já iniciou um plano de reabertura em quatro estágios.

Atualmente, o plano está na fase 2, que permite a volta do varejo, logística, fábricas, escritórios, serviços pessoais, museus ao ar livre, creches e empresas essenciais.

Já os locais de culto, academias, lojas de tatuagem, bibliotecas e cinemas não podem reabrir, mas querem que o governo determine a reabertura a partir de 1º de junho, mas nenhuma data oficial foi definida para a Fase 3 e provavelmente haverá restrições, informa o The Blaze.

Os pastores da Califórnia afirmam que não vão esperar essa liberação, pois consideram inconstitucional a restrição imposta pelo governador.

A grande maioria está declarando que reabrirá as igrejas, retomando os cultos, em 31 de maio, mesmo se o Estado proibir.

Trending