Siga-nos!

Pastor não percebe câmera ligada e xinga esposa antes de culto online: “imbecil”

Edson Araújo gravou vídeo se desculpando, mas acabou sendo afastado pela Deus é Amor.

Publicado

em

ANÚNCIO

O pastor Edson Araújo, da Igreja Pentecostal Deus é Amor, foi flagrado xingando sua esposa antes de iniciar um culto online. A agressão verbal foi registrada pela câmera do celular sem que ele percebesse que a gravação ao vivo já havia iniciado.

No vídeo, que viralizou nas redes sociais e sites de notícias, o pastor está sentado se preparando para uma pregação, quando se levanta para ajeitar a posição do aparelho que faria a filmagem e, por trás da câmara, se ouve um tapa e o equipamento se mexe.

ANÚNCIO

Ao retornar para o lugar, Araújo ainda xinga a mulher, Debora, chamando ela de “imbecil” por não ter ajeitado o aparelho. Ele costuma fazer as transmissões dos cultos com ela, sempre iniciando com o cordial cumprimento de “paz”.

“Faz as coisas direito, imbecil”, diz ele. “Arruma o negócio direito, vai Débora”, acrescenta, nervoso.

ANÚNCIO

Curiosamente, depois do ato condenável, ele respira fundo e, se dirigindo à câmera, já inicia com a saudação: “Aceitem a paz do senhor”. O vídeo acabou sendo apagado depois da repercussão e Araújo gravou outro tentando se explicar.

Perdão

Ao lado da esposa, Araújo gravou outro vídeo explicando o que supostamente teria acontecido, afirmando que são casados há quatro anos e nunca tiveram problemas. Ele pediu perdão para à sociedade e afirmou se tratar de uma conduta que não condiz ao que representa.

Debora também concedeu explicações, dizendo que o marido nunca a tratou mal, relatando que “o inimigo luta de várias maneiras para nos derrubar e muitas vezes a gente não vigia”.]

Afastado

Diante do ocorrido, a Igreja Pentecostal Deus é Amor decidiu afastar Araújo. Segundo comunicado da denominação evangélica, a instituição adotou “todas a medidas cabíveis”.

“Qualquer tipo de violência, principalmente no âmbito doméstico, é totalmente contrária aos princípios cristãos e aos ensinamentos apregoados na bíblia sagrada, nossa base de fé. Devemos nos lembrar que violência doméstica não é apenas pecado, é também um crime. Como cristãos devemos combater atitudes como essa de forma muito enérgica”, diz a nota.

ANÚNCIO