Siga-nos!

Política

Para proteger liberdade, Bolsonaro pede povo armado contra ditadura

“Por que que eu tô armando o povo? Porque eu não quero uma ditadura”, disse presidente.

Michael Caceres

Publicado

em

Jair Bolsonaro na reunião ministerial (Reprodução)

Em um dos trechos do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, divulgado nesta sexta-feira (22) pelo ministro Celso de Mello, Bolsonaro defende população armada contra ditadura.

No vídeo, o presidente diz que estão aproveitando a pandemia para interferir na liberdade do povo.

“Olha, eu tô, como é fácil impor uma ditadura no Brasil. Como é fácil. O povo tá dentro de casa. Por isso que eu quero, ministro da Justiça e ministro da Defesa, que o povo se arme! Que é a garantia que não vai ter um filho da p* aparecer pra impor uma ditadura aqui! Que é fácil impor uma ditadura! Facílimo”, alertou.

Bolsonaro também criticou os decretos municipais impostos para restringir a liberdade dos brasileiros, afirmando que o povo armado iria pra rua contra uma ditadura. Ele afirma ainda que se fosse um ditador, iria querer desarmar a população.

“Um b* de um prefeito faz uma b* de um decreto, algema, e deixa todo mundo dentro de casa. Se tivesse armado, ia pra rua. E se eu fosse ditador, né? Eu queria desarmar a população, como todos fizeram no passado quando queriam, antes de impor a sua respectiva ditadura”, disse.

O presidente da República pede para que seus ministros assinem uma portaria liberando o porte de armas, pois queria dar um “recado” para os que estão tentando restringir a liberdade dos brasileiros.

“Aí, que é a demonstração nossa, eu peço ao Fernando e ao Moro que, por favor, assine essa portaria hoje que eu quero dar um p* de um recado pra esses b*! Por que que eu tô armando o povo? Porque eu não quero uma ditadura! E não da pra segurar mais! Não é? Não dá pra segurar mais”, enfatizou.

Trending