Siga-nos!

Mundo

Para acabar com etnia, China estaria esterilizando mulheres, denuncia EUA

Embaixador Todd Chapmann fez denuncia através do Twitter.

Publicado

em

ANÚNCIO

Embaixadores de Estados Unidos e China que atuam no Brasil trocaram acusações nas redes sociais depois que o Departamento de Estado americano divulgou relatório que aponta uma campanha de esterilização em massa de mulheres da etnia uigur.

Todd Chapman, chefe da embaixada americana em Brasília, replicou o documento em sua conta no Twitter, revelando que o Partido Comunista da China estaria impondo esterilização como parte de sua repressão contra as minorias étnicas em Xinjiang, região oeste da China.

ANÚNCIO

Os uigures são uma etnia majoritariamente muçulmana e por isso estão sofrendo perseguição da ditadura comunista.

A China é formada por uma grande maioria da etnia han, a mesma do ditador Xi Jinping e Mao Tsé-Tung. Ao menos 92% dos chineses pertencem a essa etnia, o que representa 18% da população mundial.

ANÚNCIO
ANÚNCIO