Siga-nos!

Mundo

Papa decide vetar políticos entre convidados do Sínodo da Amazônia

Governo brasileiro manifestou interesse de ter voz na assembleia de bispos.

Michael Caceres

Publicado

em

Papa Francisco. (Foto: Associated Press)

O Vaticano se prepara para a realização do “Sínodo da Amazônia”, evento que acontecerá em Roma com o objetivo de debater sobre a floresta tropical, e já anunciou o veto à participação de políticos com mandato.

A decisão teria sido tomada pelo papa Francisco, que prepara uma lista final de convidados especiais para debater a questão socioambiental.

No mês passado, o líder católico comentou sobre as queimadas na Amazônia, pedindo uma ação global para combater as queimadas na região.

Desde então, o governo brasileiro vem acompanhando as manifestações do Vaticano sobre a questão e chegou a mostrar interesse em ter voz representativa no debate.

“Não virão políticos com mandato, nem militares. Não participarão”, disse ao jornal O Estado de São Paulo o cardeal dom Cláudio Hummes, relator-geral do Sínodo, nomeado pelo pontífice.

Tanto o Itamaraty, como as Forças Armadas, haviam informado o interesse de ter voz na assembleia mundial de bispos dedicada a discutir o problema da preservação da floresta tropical.

Para o presidente da República, Jair Bolsonaro, há “muita influência política” no Sínodo, já que o pontífice católico abriu espaço para não religiosos.

Trending