Siga-nos!

OMS diz que assintomáticos não contribuem para propagação da covid-19

Assintomáticos era o principal argumento para o isolamento horizontal.

Michael Caceres

Publicado

em

Maria van Kerkhove
Maria van Kerkhove (Christopher Black/OMS)

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), pacientes infectados com a covid-19 que não apresentam sintomas, os chamados assintomáticos, não contribuem com a propagação da doença. Informação foi divulgada nesta segunda-feira (8) por Maria van Kerkhove, líder técnica da organização.

“Temos alguns relatos de países que estão fazendo rastreios de contatos muito detalhados, estão seguindo casos assintomáticos, seguindo contatos e não estão encontrando transmissões secundárias. É muito raro”, disse van Kerkhove.

Ela disse que a OMS vem olhando para os dados em diversos países, o que tem possibilitado a conclusão de que a transmissão por pacientes assintomáticos é algo raro. Maria van Kerkhove pediu para os países se concentrarem naqueles que tem os sintomas.

“Estamos constantemente olhando para esses dados e tentando obter mais informações para de fato responder a essa pergunta, [mas] ainda parece ser raro que um indivíduo assintomático transmita a doença”, completou van Kerkhove.

Os casos assintomáticos eram justamente a principal linha de argumentação para o isolamento horizontal que foi imposto em diversos países no mundo, inclusive no Brasil, enquanto que o presidente da República, Jair Bolsonaro, defendia o isolamento vertical, isolando os grupos de risco.

Muitos especialistas diziam que mesmo sem sintomas as pessoas poderiam transmitir o vírus, o que colocaria em risco todos os grupos, mas o estudo da OMS revelou que é raríssimo casos em que assintomáticos contribuam para a propagação da covid-19.

Trending