Siga-nos!

Política

Nuvem de gafanhotos: governo declara emergência fitossanitária

A emergência tem prazo de 1 ano e atinge dois estados do Sul.

Michael Caceres

Publicado

em

Gafanhotos (Foto: Reprodução/Twitter)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento declarou nesta quinta-feira (25) estado de emergência fitossanitária ao Rio Grande do Sul e Santa Catarina devido a aproximação da praga Schistocerca Cancellata, que diz respeito a nuvem de gafanhotos que se aproxima do país.

A medida tem o objetivo de iniciar o planejamento para a supressão da praga e estabelecer medidas emergenciais, tendo o prazo de 1 ano de duração. Segundo projeção, os insetos podem chegar ao oeste do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, oferecendo grave risco as plantações da localidade.

Por enquanto a nuvem está a cerca de 250 quilômetros da fronteira do Rio Grande do Sul com a Argentina e gera preocupação pelos danos que os insetos podem causar às lavouras e pastagens, caso haja infestação. Calcula-se que a nuvem seja formada por até 40 milhões de gafanhotos.

A quantidade de insetos observados é capaz de consumir em um dia pastagens equivalentes ao que 2 mil vacas ou alimentos consumidos por até 350 mil pessoas, disse o engenheiro agrônomo argentino Héctor Medina.

Trending