Siga-nos!

Norte-coreana arrisca própria vida para se batizar na China

Pastor precisou realizar a cerimônia em uma região remota para não ser pego, pois batizar norte-coreanos é ilegal.

Publicado

em

ANÚNCIO

Uma mulher norte-coreana fugiu para a China para viver uma vida melhor e ali conheceu um grupo de cristãos que falaram sobre o amor de Jesus para ela durante uma reunião secreta de mulheres.

Nessa reunião Bon-Hwa, como a mulher foi identificada pelo Portas Abertas dos EUA, teve o desejo de se batizar, algo que é proibido na China onde os pastores são impedidos de batizar norte-coreanos.

ANÚNCIO

O responsável pelo batismo, que é colaborador do Portas Abertas, revelou que Bon-Hwan desejava tanto ser batizada que não poderia esperar, então ele precisou viajar para um local remoto onde o batismo pudesse acontecer sem levantar suspeitas.

O pastor abriu a pequena cerimônia em oração e batizou a refugiada.

“Eu tive que me conter e me concentrar nos passos da cerimônia”, disse o líder do Portas Abertas. “Ou então, eu teria chorado alto. Foi um momento tão bonito e um privilégio batizar uma crente norte-coreana nessas circunstâncias.”

ANÚNCIO
ANÚNCIO