Siga-nos!

Sociedade

Movimento dos ex-gays do Brasil evangeliza homossexuais

Movimento é inspirado na Freedom March (Marcha da Liberdade).

Publicado

em

ANÚNCIO

O Movimento dos Ex-Gays do Brasil (MEGB) vem experimentando crescimento devido a exposição que vem recebendo a partir de casos de quem deixou de se relacionar com pessoas do mesmo sexo, a partir da conscientização do pecado.

É com essa visão de uma abordagem espiritual para a prática que o MEGB tem ganhado um número cada vez maior de membros, com mais de 600 pessoas em todo o Brasil que dizem ter deixado a homossexualidade a partir do movimento.

ANÚNCIO

Recentemente os ex-gays se encontraram com a ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, quando debateram questões pertinentes a proteção de minorias, já que se consideram a “minoria das minorias”.

No movimento existe o entendimento de que psicólogos e médicos deveriam poder fazer uma abordagem científica quanto à homossexualidade. Mas não consideram que seja uma doença, mas um fenômeno de comportamento que precisa ser entendido.

“No movimento não se fala em cura. Queremos, inclusive, nos desassociar desta relação com a cura gay, que é uma batalha justa e louvável dos psicólogos, mas não é a nossa causa. Nossa premissa é a conversão ao Evangelho em Cristo”, diz a líder do movimento, Miriam Fróes à Gazeta do Povo.

ANÚNCIO

Ao falar sobre o tema através de uma abordagem espiritual, Miriam enfatiza que “homossexualidade é pecado” e que o conceito cristão é de que deve-se evitar todos os pecados.

ANÚNCIO