Siga-nos!

Sociedade

Moderador de conteúdo do Facebook admite censura a conservadores

Profissionais foram flagrados em vídeo secreto excluindo conteúdos por capricho.

Michael Caceres

Publicado

em

Mark Zuckerberg. (Foto: Scott G Winterton / Deseret News)

Um novo escândalo envolvendo o Facebook revelou o capricho e perseguição de moderadores de conteúdo da rede social contra conservadores. Através de um vídeo secreto os profissionais foram flagrados excluindo conteúdo e perfis de conservadores da plataforma.

O vídeo divulgado pelo Projeto Veritas, um grupo de ativistas que usa câmeras escondidas para desmascarar atos criminosos e de intolerância contra os conservadores. No vídeo, vários moderadores do Facebook admitem censurar perfis de conservadores.

Em um dos vídeos, Lara Kontakos, uma das principais moderadoras de conteúdo da plataforma, admite que mira deliberadamente perfis de apoiadores do presidente americano Donald Trump, excluindo por motivos falsos.

“Se alguém está usando um chapéu MAGA, vou excluí-lo por terrorismo e vou gostar de enlouquecer”, diz Lara. “Acho que todos estamos fazendo isso”, continuou.

Outro moderador de conteúdo diz que não se importar em apagar o conteúdo conservador, deixando passar conteúdos anti-Trump ou de extrema-esquerda, mesmo que este tipo de conteúdo viole claramente os termos de serviços do Facebook.

“Sim! Eu não dou a mínima, vou apagar ”, disse ela. “Você precisa derrubar, mas eu deixo”, acrescentou sobre conteúdo progressista. “Se você vê algo que não deveria estar acontecendo, provavelmente sou eu”, continuou.

Outros seis moderadores também admitem excluir ou censurar arbitrariamente os conteúdos conservadores, como já era visível pela maioria dos usuários.

Trending