Siga-nos!

Política

Ministro antecipa aposentadoria e Bolsonaro pode enviar evangélico para o STF

Celso de Mello se aposentaria compulsoriamente em novembro, quando completa 75 anos.

Publicado

em

ANÚNCIO

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), comunicou nesta sexta-feira (25) à presidência da Corte que vai se aposentar no próximo dia 13 de outubro. Ministro se aposentaria de forma compulsória em 1º de novembro, quando completa 75 anos.

Com a decisão informada ao presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, o presidente da República poderá anunciar quem será o indicado para a vaga. Jair Bolsonaro poderá indicar o primeiro ministro de confissão evangélica para o cargo.

ANÚNCIO

O decano do Supremo está antecipando em duas semanas sua saída do STF, conforme ofício enviado ao ministro Luiz Fux. Ele disse no ofício que já cumpriu os requisitos necessários para aposentadoria.

Bolsonaro indica substituto

Assim que confirmar sua saída, o presidente Bolsonaro indicará o próximo ocupante da cadeira, o que tem gerado muita expectativa nos evangélicos desde que ele questionou se não estaria na hora de termos um ministro evangélico na Corte.

O presidente da República já foi informa de que a aposentadoria de Celso de Mello foi antecipada. Há pelo menos três nomes muito fortes que podem vir a ocupar o cargo.

ANÚNCIO
ANÚNCIO