Siga-nos!

Sociedade

Mãe e irmã de Anderson do Carmo serão assistentes de acusação

Família do pastor acredita que Flordelis tenha participação no crime

Avatar

Publicado

em

Anderson do Carmo e Maria Edna do Carmo. (Foto: Reprodução)

Maria Edna do Carmo e Michele do Carmo, mãe e irmã do pastor Anderson do Carmo, foram autorizadas pela juíza Neris dos Santos Carvalho, da 3ª Vara Criminal de Niterói, a participarem do processo como assistentes de acusação.

O pastor, casado com a deputada federal Flordelis, foi morto em 16 de junho na residencia do casal em Pendotiba, Niterói. Segundo o jornal O Dia, a suspeita da família de Anderson é que Flordelis seja responsável pela morte dele.

Até o momento a polícia trabalha com o envolvimento de dois filhos do casal: Flávio dos Santos, filho biológico apenas de Flordelis, seria o autor dos disparos; e Lucas dos Santos, filho adotivo do casal, teria sido responsável pela compra da arma.

Os dois foram indiciados por homicídio duplamente qualificado.

Nas próximas semanas todos os filhos que estavam na casa na noite do crime e também Flordelis serão intimados a participarem da reconstituição do crime.

A polícia quer saber se mais alguém participou da morte além de Flávio.

Cinco filhos e dois netos da deputada já foram intimados para participar da simulação. Flordelis e outros membros da família que estavam em Brasília, devem ser intimados em breve.

Trending