Siga-nos!

Sociedade

Mãe de menino estuprado e assassinado por trans da Globo lamenta reportagem

“Graças a Deus estou me levantando, porque Deus está comigo”, disse Aparecida dos Santos.

Michael Caceres

Publicado

em

Aparecida dos Santos. (Foto: Reprodução / Rede TV!)

A mãe do menino estuprado e assassinado por Rafael Tadeu de Oliveira do Santos, que hoje se define como mulher trans e atende pelo nome de Suzy Oliveira, foi ouvida em reportagem da RedeTV! e lamentou o destaque que o pedófilo recebeu no Fantástico, da Rede Globo.

Na prisão desde 2010, Suzy “praticou atos libidinosos consistentes em sexo oral e sexo anal com o menor Fábio dos Santos Lemos, que à época contava com apenas 09 anos de idade”, segundo processos 2014.00000636471 e 2017.0000531529, ambos julgados pela justiça paulista.

Ao ser procurada, a mãe da vítima, a senhora Aparecida dos Santos, falou sobre o choque ao ver o cruel assassino do filho sendo retratado como vítima pela emissora carioca. Questionada sobre o que mais lhe indignou, Aparecida disse que foi o fato de o assassino ter recebido um abraço e cartas, coisa que não fizeram por ela.

A emissora carioca tentou dar um tom romantizado a história de crimes do pedófilo assassino, usando como pano de fundo sua condição ao cumprir pena em uma penitenciária masculina, mas ocultando o fato de ele estar preso justamente por ter matado o filho de Aparecida dos Santos.

Ao ser questionada sobre o que recebeu da sociedade nos últimos dez anos, desde a morte do filho, a mãe da vítima disse que não recebeu nada, mas que Deus havia confortado o coração dela através de seu outro filho.

“Graças a Deus estou me levantando, porque Deus está comigo”, disse.

Trending