Siga-nos!

Política

Lula visita o Conselho Mundial de Igrejas e firma “parceria” para lutar contra “desigualdade”

Lula tentou “pregar” em encontro com secretário-geral.

Publicado

em

ANÚNCIO

O ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) visitou nesta sexta-feira (6) o Conselho Mundial de Igrejas (World Council of Churches), em mais uma tentativa desastrosa de se reaproximar do segmento evangélico.

No site do petista a visita é justificada como um debate sobre o enfrentamento à desigualdade no mundo e informa que ele foi recebido pelo secretário-geral do Conselho, Olav Fylkse Tveit, que é luterano da Noruega.

ANÚNCIO

A sede do World Council of Churches fica em Genebra, Suíça, sendo que a organização seria a maior no sentido ecumênico, reunindo 340 denominações de 120 países do mundo.

“Vim trazer um testemunho. O de que é possível resolver o problema dos pobres no mundo. Não é teoria. Enfrentar ou não a fome é uma decisão política”, teria dito Lula.

Curiosamente, a medida que tenta que o Partido dos Trabalhadores se infiltrem nas igrejas evangélicas para promover suas ideologias, Lula afirmou que é “contra as igrejas serem partidarizadas”.

ANÚNCIO

“Acho que na hora da eleição os pastores votam com a consciência deles. Mas na pregação eles tem que defender os mais pobres. Os esquecidos. Os marginalizados. Essa é a causa de Jesus Cristo”, avaliou.

Lula foi condenado no âmbito da Operação Lava Jato por corrupção e lavagem de dinheiro, mas acabou sendo liberado da cadeia após manobra do Supremo Tribunal Federal (STF).

A tentativa de sedução do eleitorado evangélico é ideia do próprio líder do PT, que não se convence de ter perdido espaço no segmento. Quando deixou a cadeia Lula orientou o partido a formar núcleos e tentar formas de reaproximação.

ANÚNCIO