Siga-nos!

Política

Lula diz que o PT não existiria se não fosse a teologia da libertação

Ex-presidente falou sobre estratégia comunista para influenciar igrejas.

Michael Caceres

Publicado

em

Lula e Boff (Foto: Reprodução/YouTube)

Durante live com Leonardo Boff, um dos expoentes da teologia da libertação no Brasil, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu que sem a interpretação comunista do Evangelho o Partido dos Trabalhadores (PT) não existiria.

“O PT não existiria do jeito que ele existe se não fossem as Comunidades Eclesiais de Base. Eu que viajei o Brasil inteiro para construir esse partido, eu sei o valor de um padre progressista”, comentou Lula.

Boff afirmou que quando ainda era sacerdote celebrava missas com a presença de Lula, mas admite que em algumas ocasiões era o ex-presidente quem fazia a homília e teceu vários elogios, afirmando que nunca viu “uma pessoa mais inteligente”.

No meio da conversa, Lula admitiu que “o PT não existiria se não fosse a teologia da libertação”, reconhecendo a influência dos ideais de Karl Marx na Igreja Católica, cujo propósito é transformá-la em um instrumento político, aplicando uma nova interpretação do Evangelho.

Assista:

Trending