Siga-nos!

Israel

Liga Árabe avisa ONU sobre início de “guerra religiosa” caso Israel anexe Judeia e Samaria

Reunião virtual da ONU foi convocada para discutir conflito palestino-israelense.

Publicado

em

ANÚNCIO

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Antonio Guterres, alertou Israel sobre as pretensões de anexar territórios sob seu controle na Cisjordânia, afirmando que seria uma “grave violação do direito internacional”. A declaração foi dada em um relatório do Conselho de Segurança da ONU.

A reunião do conselho aconteceu de forma virtual e tratou sobre o conflito israelense-palestino a pedido da Liga Árabe, que alerta sobre uma possível “guerra religiosa” caso o plano israelense de anexar Judeia e Samaria seja levado adiante. O secretário-geral da ONU diz que a anexação seria “devastadora” para esperanças de novas negociações.

ANÚNCIO

“Peço a Israel que abandone seus planos de anexação”, diz o chefe da ONU no relatório, acrescentando que tal medida “ameaçaria os esforços para promover a paz regional”.

Segundo o The Times of Israel,  o chefe da ONU avalia que o resultado “seria calamitoso para palestinos, israelenses e a região” e afirma que o país deveria rever seus planos. Mas o governo do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu mantém os planos de anexação para 1º de julho.

“Qualquer decisão sobre soberania será tomada apenas pelo governo israelense”, disse o enviado de Israel à ONU, Danny Danon.

ANÚNCIO

O secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit, diz que “a anexação vai destruir qualquer prospecto de paz no futuro” e “poderia levar a uma “guerra religiosa na região e além dela”.

ANÚNCIO