Siga-nos!

Política

Lembre: Dilma Rousseff entregou setor elétrico para os chineses

Aquisições no Brasil são parte de estratégia global para dominar setor.

Michael Caceres

Publicado

em

Dilma Roussef e Xi Jinping. (Foto: Roberto Stuckert Filho/ PR)

Durante o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), afastada em processo de impeachment, empresas estatais chinesas iniciaram uma série de aquisições no setor elétrico, maior aquisição da história.

As aquisições incluíram a operação da hidrelétrica de Três Gargantas, que é a maior do mundo, operada pela China Three Gorges (CTG) desde 2013, quando investiu 17 bilhões de reais.

Outra companhia, ligada a ditadura comunista chinesa, a State Grid tem a ambição de fazer a construção de uma rede elétrica global, controlando o setor no mundo, iniciando pelo Brasil.

Segundo informou a Exame, em 2016 a empresa já possuía o controle de 7 000 quilômetros de linhas de transmissão em funcionamento e outros 6 600 estavam em construção.

Em junho daquele ano, a empresa anunciou a compra da participação do grupo Camargo Corrêa na CPFL, distribuidora paulista de energia.

A CTG também entrou nas negociações pelas hidrelétricas de Jupiá e Ilha Solteira, adquirindo sozinha o direito de operação, por 14 bilhões de reais, sem concorrência.

Trending