Siga-nos!

Mundo

Jovem branca é executada a tiros por radicais do Black Lives Matter

Mãe de uma criança de três anos, Jessica foi morta ao dizer que “todas vidas importam”.

Michael Caceres

Publicado

em

Jessica Whitaker (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma jovem branca chamada Jessica Whitaker, da cidade de Indianópolis, Indiana, mãe de um menino de três anos, foi executada a tiros por radicais do grupo Black Lives Matter. O caso ocorreu depois das festividades de independência americana.

A jovem participava das comemorações quando o grupo que estava entrou em confronto com militantes do Black Lives Matter. Jessica teria replicado uma frase sobre de que “vidas negras importam” com “all lives matter” (todas as vidas importam), causando discussão e o saque de armas pelos dois grupos.

Quando os ânimos se acalmaram e os grupos se dispersaram, o grupo de Jessica acabou sofrendo uma emboscada perto de uma ponte. “Eles estavam sentados em St. Clair esperando que fôssemos embaixo da ponte e foi quando ela levou um tiro”, disse José Ramirez, companheiro da vítima.

Um tiro atingiu a cabeça da jovem de 24 anos, segundo o jornal Gateway Pundit, levando Jéssica Whitaker a óbito. O caso gerou revolta na comunidade local e vem sendo investigado pelas autoridades. Além do companheiro, Jéssica deixa um filho.

Trending