Siga-nos!

Mundo

Jornalista é condenado por “difamar” Partido Comunista chinês

Regime comunista acusou jornalista com base em artigo publicado em seu blog.

Publicado

em

ANÚNCIO

O regime comunista da China continua impondo duras penas contra aqueles que criticam a atuação do Partido Comunista e o governo da China, como no caso do jornalista Chen Jieren, condenado a 15 anos de prisão.

Chen Jieren foi preso em 2018 e condenado em 30 de abril deste ano por uma corte da província de Hunan, que considerou que houve crime de difamação por parte do profissional de imprensa.

ANÚNCIO

A condenação teve como base um artigo escrito por ele, publicado em seu blog, acusando um funcionário sênior do Partido Comunista de ter falsificado sua idade e o tempo de filiação ao partido.

Ele foi condenado ainda por “provocar problemas” quando “atacou e difamou o Partido Comunista e o governo”, publicando “informações falsas” e “especulações maliciosas”.

Grupos de direitos humanos acusam o regime totalitário de tentar punir o jornalista devido ao seu discurso político.

ANÚNCIO

Segundo dados da organização Repórteres Sem Fronteiras, publicados em abril, a China é o país que mais prende jornalistas no mundo, mantendo 109 profissionais atrás das grades.

ANÚNCIO