Siga-nos!

Sociedade

Irã emite pedido de prisão de Donald Trump pela morte de líder terrorista

Regime islâmico está processando presidente dos Estados Unidos por “assassinato e terrorismo”.

Publicado

em

ANÚNCIO

Ao menos 36 cidadãos estrangeiros tiveram pedido de prisão expedidos pelo regime totalitário islâmico do Irã, incluindo o presidente do Estados Unidos, Donald Trump, pelo bombardeio que matou Qassem Soleimani, acusado de torturar crianças e de planejar ações terroristas.

Segundo a agência iraniana Fars, o anúncio foi feito pelo procurador-geral de Teerã, Ali Alqasi Mehr, que acusa os estrangeiros de ordenarem o assassianto de Qassem. A lista inclui políticos e militares dos Estados Unidos e de outros governos, que teriam sido identificados. Mandados de prisão foram emitidos pela Justiça.

ANÚNCIO

O procurador diz que o Irã também lançou “alertas vermelhos” via Interpol, acusando o grupo de “assassinato e terrorismo”, acrescentando que o presidente Trump está “no topo da lista” e será processado pelo regime islâmico “assim que deixar a Presidência” dos Estados Unidos.

Soleimani foi morto em um bombardeio americano no aeroporto internacional de Bagdá, capital do Iraque. Ele era comandante da Força Quads, uma milícia ligada ao Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica, acusada de promover terrorismo em diversos países do mundo.

ANÚNCIO