Siga-nos!

Política

Hacker que vazou mensagens de autoridades fecha acordo de delação

Acusado por roubar mensagens privadas do Telegram diz que há mais pessoas envolvidas.

Michael Caceres

Publicado

em

Luiz Henrique Molição. (Foto: Reprodução)

Um dos hackers acusados de roubar e vazar mensagens de integrantes da Operação Lava Jato fechou acordo de delação com a Polícia Federal.

Luiz Henrique Molição se comprometeu a identificar mais três pessoas que teriam participado dos ataques.

Além disso, o criminoso prometeu entregar conversas privadas que estariam armazenadas em servidores fora do país, como também o aparelho celular que foi usado para vazar mensagens roubadas por eles de celulares de autoridades brasileiras.

O objetivo da PF é saber se havia uma cadeia de comando por trás das invasões nas contas do aplicativo Telegram, a fim de identificar se houve um comando que teria planejado e financiado os ataques. Mais de 80 autoridades do país tiveram seus celulares invadidos.

A ação dos criminosos alcançou desde procuradores da República, até ministros do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça, além de autoridades política, como o presidente Jair Bolsonaro.

Trending