Siga-nos!

Política

Guarda Municipal de Crivella multa até morador de rua por não usar máscara

Ministério Público cobra explicações da prefeitura do Rio.

Publicado

em

ANÚNCIO

Os abusos da Guarda Municipal do Rio, subordinada ao prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), vai além dos vídeos com uso desproporcional de força, chegando a multar até moradores de rua que não usam máscaras. Voluntárias do projeto Ruas relatam temor dos desabrigados.

A denúncia de que moradores de rua estariam sendo multados por integrantes da Guarda Municipal mobilizou o Ministério Público e a Defensoria Pública, que acionaram à prefeitura da cidade, cobrando explicações. As multas já vinham sendo aplicadas a pessoas que circulam nas praias cariocas.

ANÚNCIO

“Esse homem chegou até nós dizendo: ‘Agora estão multado morador de rua’. Ele estava nervoso e disse que foi orientado pelo agente a procurar uma delegacia se quisesse pedir isenção da multa. Nós atendemos de 80 a 120 pessoas em situação de rua, semanalmente, na Zona Sul. O que vemos ali são pessoas usando as mesmas máscaras que demos há semanas antes”, lamenta Larissa Montel, gestora do projeto.

A nova industria da multa criada sob o pretexto de evitar o contágio por coronavírus, ainda que o uso da máscara não tenha eficácia comprovada, atinge até mesmo os que não têm moradia ou condições financeiras de comprar nem mesmo alimento.

Um morador de rua chegou a ser multado mesmo tendo informado de suas condições e diante de agentes sem máscaras. “Estava sentado comendo com a máscara no colo. Eu disse que os amigos dele [guardas municipais] estavam ali na frente conversando sem máscaras, mas não adiantou”, contou ao O Globo.

ANÚNCIO

Em ofício encaminhado a Guarda Municipal, o Ministério Público esclareceu: “Se não fossem grupos que se juntam para ajudá-los dando roupa, cobertores, comida e máscaras, eles não teriam qualquer amparo”, diz trecho.

ANÚNCIO