Siga-nos!

Opinião

Gabriel Monteiro: cadê o pessoal dos direitos humanos?

Ou tudo vai depender da ideologia ou da atuação política do sujeito?

Publicado

em

ANÚNCIO

Deixando um pouco de lado a atuação política do PM Gabriel Monteiro – ainda que seja senso comum reconhecer que uma coisa levou a outra, no caso de sua expulsão da PMRJ – o que mais chama atenção é que nenhum deputado psolista saiu em defesa dos direitos humanos de um cidadão que atua em área de risco na cidade e que está agora totalmente vulnerável a ataques que poderão sim ser fatais.

E é exatamente um fato como esse que fortalece ainda mais o pensamento de quem já percebeu a narrativa falaciosa desta esquerda que quer o cidadão cumpridor da lei desarmado, mas que não abre mão de cidadãos armados em sua escolta oficial.

ANÚNCIO

De ameaça para ameaça, o youtuber está correndo atualmente o mesmo risco que o deputado Federal Marcelo Freixo corre; a diferença é que um tem a proteção política e policial que lhe é direito e o outro sofreu a sanção oposta, que é a desproteção política e policial.

Não vou advogar em sua causa, pois não sei a fundo dos fatos. Sei de suas perguntas que sugeriam que o assessor de parlamentar e ex-comandante da PM tinha alguma facilidade de adentrar a comunidade da Maré; contudo, não sei se realmente este cidadão tem alguma ligação com o tráfico local ou se consegue transitar porque tem alguma atuação na área de serviço social na região.

A prudência nos leva a aguardar mais informações. No entanto, o que deixo ao leitor é este simples questionamento: será que o pessoal dos “Direitos Humanos” na prática busca a proteção da vida humana de maneira indistinta ou tudo vai depender da ideologia ou da atuação política do sujeito?

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ), na juventude da PIB de Vilar Carioca e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.