Siga-nos!

Sociedade

“Fogo no Brasil”, gritam “antifascistas” ao queimar bandeira brasileira

Atos têm sido noticiados como “pró-democracia” pela extrema-imprensa.

Publicado

em

ANÚNCIO

Em meio ao vandalismo promovido por grupos de extrema-esquerda em Curitiba nesta segunda-feira (1), que supostamente defendiam a democracia, bandeiras do Brasil foram queimadas aos gritos de “fogo no Brasil”.

Um vídeo compartilhado pelo deputado federal Paulo Eduardo Martins (PSC-PR) mostra o momento do ato.

ANÚNCIO

Um grupo de pelo menos mil pessoas iniciou a confusão na capital paranaense, se dirigindo até a sede do governo, no Palácio Iguaçu, onde arrancaram e queimaram a bandeira do Brasil que estava hasteada a 30 metros de altura. Eles também teriam pichado e vandalizado o prédio.

Parte do grupo também se dirigiram para o Centro da cidade e destruíram vidros do Fórum Cível, do Shopping Mueller e de agências bancárias.

ANÚNCIO

No último final de semana, a Avenida Paulista também foi tomada por torcidas organizadas que vandalizaram e agrediram manifestantes pró-governo, supostamente o ato seria para repudiar o fascismo e o neonazismo.

Os atos de vandalismo, que teriam sido organizados por Danilo Pássaro, filiado ao Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), foram marcados por violência, depredação e confronto com a polícia.

Novos atos contra o governo Bolsonaro estão sendo convocados para os próximos dias e devem reunir os mesmos grupos vestidos de preto.

Esses atos têm sido noticiados e louvados pela extrema-imprensa como “pró-democracia”.

ANÚNCIO