Siga-nos!

Sociedade

Flordelis é suspeita de fraudar carta em que filho confessa morte de pastor

A deputada teria pago R$ 2 mil para parentes de um dos prisioneiros que dividem a cela com Lucas dos Santos.

Avatar

Publicado

em

Flordelis. (Foto: Reprodução / Record TV)

A carta onde o filho adotivo de Flordelis, Lucas Cezar dos Santos, admite ter participado da morte do pastor Anderson do Carmo pode ter sido fraudada pela deputada federal.

A informação é da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo e do Ministério Público que investigam o caso.

O jornal Extra teve acesso a dados extraídos dos celulares de Flordelis e de duas de suas netas que colocam suspeita nesta carta.

Na carta, Lucas admite que participou do crime e diz que o irmão Wagner Andrade Pimenta, mais conhecido como Misael, participou do crime. Misael é vereador da cidade e foi o primeiro dos filhos a romper com Flordelis após o assassinato do pastor.

Misael tem ajudado a família de Anderson do Carmo a desvendar o mistério da morte, ele, inclusive, chegou a acusar Flordelis, sua mãe adotiva, de ser mentora intelectual da morte do pastor.

A polícia descobriu através dos dados obtidos no celular que a deputada evangélica se comunicava no Whatsapp com Andreia Santos Maia, mulher do preso Marcos Siqueira Costa, que estava no mesmo presídio dos filhos de Flordelis.

Em uma das conversas, Flordelis envia um comprovante de R$ 2 mil feito em 16 de setembro da conta dela para a de Jailton Reis Dantas. Este homem é cadastrado como visitante de Marcos e, na conversa, a mulher diz para a deputada que “pagaram o Lucas”.

Mensagens de Flordelis para seus advogados também mostram o interesse da deputada na confissão de Lucas.

Lucas chegou a dizer que estava sendo coagido por Flávio a mudar seu depoimento enquanto os dois dividiam a mesma cela no presídio Bandeira Stampa, conhecido como Bangu 9, na Zona Oeste do Rio.

O filho adotivo dizia que não participou da morte do pastor e acusava Flávio, filho biológico apenas de Flordelis, de ter atirado contra o padastro.

Os dois já foram separados de cela e agora a polícia fará uma perícia na carta para saber se foi Lucas mesmo quem a escreveu.

Trending