Siga-nos!

Opinião

Felipe Neto: por que não te calas?

O mundo digital deu voz a imbecis, que agora resolveram levantar a bandeira da luta pela liberdade sexual na adolescência.

Maycson Rodrigues

Publicado

em

Felipe Neto. (Foto: Reprodução)

Já chega dessa pasmaceira. Chegou o momento de deixarmos as coisas bastante claras: animais não falam e seres humanos não dão pitaco no mundo canibal – e o Felipe Neto não tem capacidade de debater com a Damares Alves, nem que ele ficasse trancafiado um ano em Harvard.

Este ser deprimente é seguido por muitos e muitas adolescentes que ainda não conseguem discernir entre a boa e a má influência. O mundo digital deu voz a imbecis, que agora resolveram levantar a bandeira da luta pela liberdade sexual na adolescência.

A pergunta tem de ser repetida: quem é Felipe Neto? E quem são esses que estão criticando a iniciativa da ministra?

Eu diria que, no caso do jovem que não cresceu, não passa de um produto midiático que pegou o vácuo da polarização para se tornar um dos maiores lacradores fúteis esquerdistas do Brasil.

Falta-lhe conteúdo, faltam-lhe argumentos; porém, quando você tem milhões de seguidores e conta com o apoio de grandes empresas como a Netflix, fica fácil produzir esses tuítes-dejetos contra o bom senso e a intelectualidade.

A luta do ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos é contra a pedofilia e a gravidez precoce, coisas com que gente como este youtuber pouco se importam. As consequências de você incentivar o sexo na adolescência não são apenas de ordem de saúde pública; são também de ordem criminal.

Hoje, a média do início da atividade sexual entre meninos é de 12 anos segundo a UNICEF, e, entre meninas, 13. Já está em curso no Senado uma alteração no Código Penal que baixa a idade permissível do consentimento sexual que é de 14 para 12 anos, no caso das meninas.

Você consegue perceber que se a UNICEF trouxer uma nova pesquisa daqui a 4 ou 5 anos que a média da introdução da pessoa na atividade sexual baixou – no caso das meninas – de 13 para 10 anos estes políticos esquerdistas vão lutar por uma nova redução na idade mínima? E qual será o resultado disso? O Congresso Nacional legalizando a pedofilia no Brasil.

Agora, me dirijo a você que talvez tenha entrado no link postado no Twitter e é um fã cego deste boçal chamado Felipe Neto e está com “raivinha” do que estou falando: você está preocupado mesmo com a educação sexual dos adolescentes ou apenas quer que as taxas de abuso sexual e gravidez precoce continuem aumentando? Porque é isso que vai acontecer se a sociedade não der voz a este problema que não tem a ver com religião, mas com a formação moral, física e emocional do sujeito.

Pessoas como este Peter Pan do mundo da internet não estão preocupadas com as condições em que uma menina de 14 anos é colocada muitas vezes num baile Funk ou numa festa em que os adultos ficam de fora.

A pornografia hoje é glamourizada e democratizada para que cada vez mais cedo o adolescente desperte suas curiosidades sexuais. O resultado disso é muita angústia, depressão e os índices de suicídio na adolescência crescendo vertiginosamente.

Eu quero que o Felipe Neto e você que gosta dele calem a boca e voltem a falar de suas futilidades cotidianas. Quero que todo político de esquerda libertário seja denunciado pela ministra e receba uma resposta da população digna, que mostre o repúdio e o desejo de que este cidadão deixe a vida pública o quanto antes.

A ministra Damares tem toda a razão de incluir uma orientação de cima para baixo para que a população debata o tema e as famílias assumam a própria responsabilidade pela formação moral, física e emocional de seus filhos.

Quando os bons se calam, os maus se sentem no direito de gritar. Só que este tempo de silêncio acabou. Gostaria que todos os cristãos verdadeiros se manifestassem em apoio a esta iniciativa que visa salvaguardar as nossas crianças e impedir que adolescentes comprometam o seu futuro por estarem trocando uma vida inteira de felicidade por minutos de prazer.

E se você é cristão e apoia essas ideias propagadas pela esquerda e endossadas pela Netflix e por adolescentes de barba como o youtuber lacrador libertário, preciso apenas te dizer que a Bíblia é um livro importante de ser lido e que Deus tenciona o sexo para a humanidade na ambiência santa e bem aventurada chamada casamento; ou seja, a relação sexual não é para quem não quer assumir a responsabilidade sobre o outro. O que passar disso, é conversa de depravado irresponsável que pouco sabe sobre a vida.

Casado com Ana Talita, seminarista e colunista no site Gospel Prime. É pregador do evangelho, palestrante para família e casais, compositor, escritor, músico, serve no ministério dos adolescentes da Betânia Igreja Batista (Sulacap - RJ), na juventude da PIB de Vilar Carioca e no ministério paraeclesiástico chamado Entre Jovens. Em 2016, publicou um livro intitulado “Aos maridos: princípios do casamento para quem deseja ouvir”.

Trending