Siga-nos!

Sociedade

Fátima Bernardes critica Bolsonaro e defende legalização de drogas e aborto

Ela diz ser favorável porque acredita que as pessoas devem ter o direito de escolha.

Michael Caceres

Publicado

em

Fátima Bernardes
Fátima Bernardes. (Foto: Reprodução / TV Globo)

Comandando um dos programas de maior militância esquerdista da televisão brasileira, a apresentadora Fátima Bernardes criticou o presidente Jair Bolsonaro e defendeu ser favorável a legalização das drogas e da prática do aborto.

As novas polêmicas foram geradas através de uma entrevista às Páginas Amarelas de Veja, em uma nova edição da revista que traz a ex-âncora do Jornal Nacional como entrevistada. Ela diz que apesar de considerar careta, faz questão de defender a legalização das drogas.

“É um assunto com prós e contras, mas sou a favor da legalização. Além de frear o tráfico e diminuir a violência, facilitaria o uso medicinal da maconha, um tema que enfrenta preconceito”, defendeu.

Fátima também defendeu a legalização do aborto, afirmando ser favorável pelo mesmo motivo que defende a legalização das drogas, afirmando que não faria um aborto, pois teve estrutura da família. A apresentadora é mãe de trigêmeos e tem 57 anos.

“Sou (a favor), pelo mesmo motivo. Pessoalmente, com a estrutura que sempre tive em família, não faria. Mas ninguém tem o direito de decidir sobre as opções do outro”, disse.

Outro tema abordado na entrevista foi sobre política, quando foi questionada sobre suas críticas ao vivo contra o presidente Jair Bolsonaro. “Fiquei indignada com a falta de compaixão daquele “Me chamo Messias, mas não faço milagre”. E cobrei”, disse.

Trending