Siga-nos!

Tecnologia

Facebook censura Gospel Prime por denunciar narrativa sobre trans pedófilo da Globo

Rede Social não justificou bloqueio contra o portal.

Michael Caceres

Publicado

em

Post bloqueado contra trans. (Foto: Reprodução)

O Facebook, maior rede social do mundo, aplicou uma censura ao Gospel Prime, bloqueando a página do portal após matéria denunciando o crime cometido por Rafael Tadeu de Oliveira do Santos, que hoje se define como mulher trans e que ganhou destaque no Fantástico da Rede Globo.

A empresa de Mark Zuckerberg não justificou o bloqueio, apenas informou que a matéria sobre Suzy estava bloqueada por violar os “padrões de comunidade”. A rede social tem um histórico de censura contra conservadores.

Em 2018 o pastor Abílio Santana, hoje deputado federal, recebeu uma censura de 30 dias por ter feito críticas na rede social contra o concurso “Jesus Cristo Gay”. A empresa também censura vídeos cristãos e críticas contra ideologias de esquerda.

Nos Estados Unidos a rede social apagou páginas de sites conservadores, como foi o caso do “Warriors for Christ” [Guerreiros de Cristo], uma organização que se opõe à homossexualidade e ao aborto.

Alegando que violava os “padrões da comunidade” sobre bullying e discurso de ódio, a página que tinha mais de 225.000 seguidores, foi eliminada.

Apesar de os termos de uso do Facebook não sinalizarem nenhum tipo de restrição contra conservadores, a censura da empresa tem sido frequente contra cristãos.

Trending