Siga-nos!

Mundo

Evangélicos veem plano de paz de Trump como providencia divina

Plano de paz tem sido chamado de “Acordo do Século”.

Publicado

em

ANÚNCIO

Para o núcleo de evangélicos que acompanha o presidente Donald Trump, o plano de acordo de paz que será apresentado para Jerusalém é a manifestação e afirmação da Bíblia.

Segundo o Dr. Mike Evans, que faz parte da Iniciativa de Fé com Trump, “a Bíblia fala sobre a terra em que o povo judeu vive” apesar de eles serem odiados por estarem nesta terra.

ANÚNCIO

“O que o presidente está dizendo é que os EUA não acreditam que a Bíblia seja ilegal”, disse ele.

A maioria dos americanos vê o plano como uma apresentação geopolítica com a visão pública dos americanos em relação aos direitos de Israel sob seu território. Mas os evangélicos do país veem o acontecimento como uma questão divina.

Ao The Jerusalém Post, Evans afirma que o plano não retira de Israel o direito sobre os principais locais bíblicos, algo que estava sendo esperado pelos evangélicos americanos.

ANÚNCIO

“Israel acabou de ser beijado por Deus”, continuou Evans. “Não estou me referindo a Donald Trump como Deus, mas estou dizendo que ele tem inspiração divina”, continuou.

ANÚNCIO