Siga-nos!

Sociedade

Estudo prova eficácia da cloroquina em reduzir mortalidade com a covid-19

Pesquisa analisou 2.541 pacientes durante seis meses.

Michael Caceres

Publicado

em

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Um estudo realizado pelo Sistema de Saúde Henry Ford, em Michigan, nos Estados Unidos, analisou 2.541 pacientes com a covid-19 durante seis meses, demonstrando que a taxa de mortalidade para os que foram tratados com o uso da hidroxicloroquina foi de 13%, contra 26% para os que não receberam a droga.

O estudo foi publicado pelo International Journal of Infectious Diseases e divulgado em uma reportagem da Fox News compartilhada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, através das redes sociais. Ele sempre foi um defensor do uso do medicamento e vem sendo tratado com a droga.

Em entrevista a emissora, o cardiologista e CEO da Foxhall Cardiology, Ramin Ouskoui, um dos médicos que apoiou o presidente americano Donald Trump sobre o uso do medicamento, desmentiu que a hidroxicloroquina cause arritmias nos pacientes.

“O estudo mostra não apenas que esta droga corta pela metade a mortalidade em pacientes com infecções sintomáticas da Covid, mas é incrivelmente segura quando usada junto com a Azitromicina. Tenho inúmeros estudos que provam esse benefício com a hidroxicloroquina quando usado em pacientes com Covid leve e moderada”, disse.

Segundo o estudo, houve “redução significativa da mortalidade hospitalar” entre os pacientes que foram tratados com uso de hidroxicloroquina isoladamente, assim como em combinação com azitromicina, ao comparar com os que não receberam este tratamento.

Trending