Siga-nos!

Política

“Está todo mundo vendo que eu sou vítima de perseguição”, diz Flávio Bolsonaro

Senador eleito toma posse do cargo na próxima sexta-feira (1º)

Avatar

Publicado

em

Flávio Bolsonaro. (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

Ao chegar na Câmara dos Deputados para fazer seu registro biométrico, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) foi questionado pelos jornalistas a respeito das investigações do Coaf.

Para o filho mais velho do presidente, está claro que a investigação contra ele se trata de uma perseguição política. “É preciso esperar o Supremo se pronunciar. Está todo mundo vendo que eu sou vítima de perseguição”.

Flávio se envolveu nas investigações do Coaf após seu ex-assessor ter as contas sob suspeita pela movimentação atípica de R$ 1,2 milhão. O senador eleito também teve movimentações atípicas identificadas no relatório, seriam os 48 depósitos de R$ 2 mil cada, que ele esclareceu como sendo parte do pagamento da venda de um apartamento.

Sobre sua ida ao Ministério Público para apresentar sua defesa, Flávio disse que falou o que tinha para dizer sobre o caso. “Não tenho novidades nenhuma”.

Ele acredita que as investigações contra ele não irão atrapalhar a governabilidade do seu pai enquanto presidente da República. “Não tem nada a ver com o governo. Por mais que vocês queiram, não tem nada a ver com o governo. Estamos muito bem, obrigado. Estamos todos trabalhando bem, com liberdade”, disse segundo o Estadão.

Trending