Siga-nos!

Mundo

Empresa brasileira planeja começar a fabricar vacina russa nessa semana

Publicado

em

A farmacêutica brasileira União Química planeja começar a produzir a vacina russa Sputnik V contra COVID-19 no Brasil já nessa semana e produzir 8 milhões de doses por mês, disse nesta sexta-feira seu diretor de negócios internacionais, Rogério Rosso.

Empresa brasileira planeja começar a fabricar vacina russa nessa semana

Foto: (reprodução/internet)

Fabricação da Sputnik V

Leia também: Fiocruz do Brasil busca uso emergencial da vacina AstraZeneca, afirma Anvisa

A empresa privada, com unidade de vacinação em Brasília, se prepara para solicitar autorização de uso emergencial do órgão regulador sanitário Anvisa para a vacina desenvolvida em Moscou.

A União Química solicitou na semana passada a aprovação para realizar os ensaios clínicos Fase III no Brasil, que é necessária para o licenciamento da vacina no país.

“Aguardamos autorização da Anvisa para iniciar os estudos clínicos aqui”, disse Rosso à Reuters.

Fique por dentro: Arquivos do produtor CoronaVac do Brasil para uso emergencial

A União Química está trabalhando com o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), que comercializa o Sputnik V em todo o mundo, para obter uma autorização de uso emergencial que permita a inclusão da vacina no plano de vacinação nacional previsto para começar até o final do mês.

“Na próxima semana começaremos a produzir a vacina. Nosso plano é atingir rapidamente 8 milhões de doses por mês”, disse Rosso.

Os governos da Bahia, Paraná e PIaui farão parceria com a empresa na realização dos testes clínicos, afirmou.

Veja também: Órgão regulador recorre de decisão que permite usina EDF retomar atividade

A RDIF disse que gostaria de produzir a vacina two-shot no Brasil para exportar para outros países da América Latina.

A Argentina começou a vacinar seus cidadãos na semana passada com doses importadas do Sputnik V, a única vacina até agora administrada naquele país.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News
Fonte: Reuters