Siga-nos!

Mundo

Em meio à pandemia, Irã está cada vez mais próximo de arma nuclear

País enriquece urânio quase 8 vezes o limite autorizado, informa agência.

Publicado

em

ANÚNCIO

O regime totalitário islâmico que rege o Irã está cada vez mais perto de obter quantidades suficientes para a produção de armas nucleares, segundo informou nesta sexta-feira (5) a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

A agência acusou o regime de enriquecer urânio quase oito vezes acima do limite autorizado pelo acordo nuclear de 2015, costurado pelo ex-presidente americano Barack Obama. Esse acordo vinha sendo questionado pelo atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

ANÚNCIO

Teerã já teria acumulado 1.571,6 quilos de urânio enriquecido, ultrapassando em muito o limite de 202,8 quilos autorizado pelo acordo, que foi abandonado pelo país em janeiro.

A agência expressou “profunda preocupação” com a quantidade do material e com a falta de acesso a duas instalações iranianas não inspecionadas.

Há mais de quatro meses o regime iraniano nega acesso as instalações, segundo o relatório.

ANÚNCIO

Os dois lugares são observados pela agência desde antes da assinatura do acordo, em 2015, pois já desconfiavam de atividades nucleares nestes locais.

ANÚNCIO