Siga-nos!

Featured

Eleições locais em Macapá no Brasil adiadas devido à queda de energia em todo o estado

Publicado

em

ANÚNCIO

9 DIAS SEM ENERGIA

As eleições locais na cidade de Macapá, no norte do Brasil, marcadas para domingo, foram adiadas por questões de segurança devido a uma queda de energia em todo o estado, de acordo com uma decisão do Supremo Tribunal Eleitoral.

O Amapá, um estado remoto na floresta amazônica na fronteira com a Guiana Francesa, está praticamente sem eletricidade há mais de uma semana desde que os transformadores foram danificados por um incêndio na subestação principal de Macapá, onde vive a maioria dos 862 mil habitantes do estado.

ANÚNCIO

Fique por dentro: Brasil e Reino Unido discutem potencial pacto comercial pós-Brexit

O presidente do Tribunal, Luis Roberto Barroso, disse que a decisão se aplica ao primeiro turno da votação, que será realizado no domingo, e ao segundo turno, agendado para 29 de novembro. As eleições só serão realizadas quando a eletricidade for totalmente restaurada.

De acordo com agências de segurança, a interrupção no fornecimento de energia no estado do Amapá desencadeou um aumento da criminalidade e aumentou o risco de convulsão social. 

ANÚNCIO

A mídia local noticiou protestos em todo o estado.

Leia também: Juiz inglês bloqueia ação de US $ 6,6 bilhões no Brasil contra BHP pelo estouro de barragem

A falta de energia impossibilitou o monitoramento do surto de COVID-19 no estado, informou o governo do Amapá, e há uma semana que não se contabilizam novos casos.

Apenas as eleições na capital Macapá foram adiadas.

No domingo, os brasileiros vão às urnas em 5.570 eleições locais em todo o país, em uma votação que medirá as chances de reeleição do presidente Jair Bolsonaro em 2022, cujo governo foi criticado por agir lentamente para resolver o blecaute de nove dias no Amapá.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News

Fonte: Reuters

ANÚNCIO