Siga-nos!

Mundo

Ditador da Venezuela vai à ONU contra Bolsonaro por conta de pandemia

Regime comunista diz que Brasil representa “sério perigo”.

Michael Caceres

Publicado

em

Nicolás Maduro. (Foto: Yuri Cortez / AFP)

O ditador comunista da Venezuela, Nicolás Maduro, denunciou o presidente Jair Bolsonaro na Organização das Nações Unidas (ONU) de negligência no combate à pandemia do coronavírus. Ele diz que Brasil representa “sério perigo” e é o “pior inimigo dos esforços” de combate à Covid-19.

“A negligência criminosa do governo brasileiro ao abordar essa realidade nas regiões limítrofes da fronteira sudeste do nosso país é motivo de grande alarme”, disse o comunicado.

No documento, a ditadura comunista afirma que o Brasil “coloca em sério perigo milhões de vidas” e diz que o país prejudicaria a saída da pandemia na América Latina. A fala de Maduro recebeu o apoio do ministro das Relações Internacionais da Venezuela, Jorge Arreaza, que acusou o governo brasileiro de negligência “na gestão da pandemia atenta contra toda a América do Sul”.

O governo brasileiro expulsou, no início de março, os representantes da ditadura de Maduro da embaixada no Brasil e dos consulados no país, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) estendeu o prazo para os diplomatas ficarem no país, ao menos até o fim da pandemia.

Trending