Siga-nos!

Mundo

China encontra coronavírus em carne congelada, embalagens da América Latina, Nova Zelândia

Publicado

em

ANÚNCIO
China encontra coronavírus em carne congelada, embalagens da América Latina, Nova Zelândia
Foto: (reprodução/internet)

A cidade chinesa de Jinan disse no fim de semana que encontrou o coronavírus em bovinos e tripas e em suas embalagens do Brasil, Bolívia e Nova Zelândia, enquanto duas outras capitais de província o detectaram em embalagens de carne suína da Argentina.

Os testes em alimentos

Leia também: Pfizer negocia com Brasil o fornecimento da vacina COVID-19 até o início de 2021

ANÚNCIO

A China está aumentando os testes em alimentos congelados após detectar repetidamente o vírus em produtos importados, desencadeando a interrupção das proibições de importação, embora a Organização Mundial da Saúde afirme que o risco de pegar COVID-19 em alimentos congelados é baixo.

Em Jinan, capital da província de Shandong, leste da China, os produtos envolvidos foram importados por uma unidade do Guotai International Group e do Shanghai Zhongli Development Trade, informou a comissão municipal de saúde da cidade na noite de sábado.

Eles entraram pelos portos de Xangai, disse, sem nomear as empresas que embarcaram os produtos para a China. 

ANÚNCIO

Fique por dentro: Hamilton Mourão, diz que a vitória de Biden está se tornando irreversível

Mais de 7.500 pessoas que podem ter sido expostas testaram negativo para coronavírus, disse.

Os casos de carne de porco congelada foram relatados em Zhengzhou, capital da província de Henan, no centro da China, e em Xian, capital de Shaanxi. Não ficou imediatamente claro se os dois casos estavam conectados.

As amostras com resultado positivo em Zhengzhou vieram de um lote de 24 toneladas de carne de porco congelada enviada de um depósito em Qingdao, em Shandong, disseram as autoridades.

A China, o maior comprador mundial de carne bovina, encontrou na semana passada o coronavírus na embalagem da carne bovina argentina em Shandong e Jiangsu, e na embalagem da carne bovina brasileira em Wuhan.

Veja também: Moeda brasileira vai subir quando o investimento estrangeiro chegar

Separadamente, a cidade de Baotou, na região da Mongólia Interior da China, disse que desinfetou alguns produtos e veículos em uma empresa depois que um caso de coronavírus assintomático na cidade de Tianjin entrou em contato com um lote de carne de porco congelada da França.

Não ficou claro se as autoridades suspeitaram que a pessoa infectou a carne ou o contrário

Os testes de ácido nucléico em 115 pessoas deram negativo, disseram as autoridades.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News

Fonte: Reuters

ANÚNCIO