Siga-nos!

Política

Carvalhosa diz que STF quer cassar chapa de Bolsonaro com inquérito das “fake news”

Jurista diz que Supremo vem promovendo “vários casos de absoluta ilegalidade”.

Michael Caceres

Publicado

em

Modesto Carvalhosa (Foto: Reprodução/Facebook)

O jurista Modesto Carvalhosa fez duras críticas contra o inquérito das “fake news”, comandado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Carvalhosa disse que objetivo é formar dossiê para tentar cassar a chapa do presidente Jair Bolsonaro.

Carvalhosa fez a avaliação do tema durante entrevista ao canal da jornalista Leda Nagle, que questionou se o inquérito não poderia ser uma provocação ao Bolsonaro para que ele reagisse mal, entrando na provocação e tentando promulgar algum ato institucional.

“É formar um dossiê, completamente ao arrepio da Constituição, ao arrepio das leis e levar esse dossiê ao Superior Tribunal Eleitoral pra depois criar lá um processo de cassação de chapa. Está em evidência que é isso”, respondeu o jurista.

Na avaliação do renomado advogado, que iniciou sua participação deixando claro que não é “bolsonarista”, o inquérito 4781 pode ser usado para construir a narrativa de que a chapa Bolsonaro e Hamilton Mourão foi eleita com o uso de “fake news”, ou notícias falsas.

O jurista é enfático ao afirmar que o inquérito é uma “arbitrariedade truculenta” e que o Supremo vem promovendo “vários casos de absoluta ilegalidade”. Ele questiona ainda a ação da Polícia Federal (PF) a mando do ministro Alexandre de Moraes.

Modesto Carvalhosa questionou também a legalidade da ação, já que sendo os membros do STF supostamente as vítimas das notícias falsas, não poderia também investigar na mesma ação. “Ele mesmo é investigador, ele mesmo dá a ordem e não diz a causa da ordem, diz que é sigiloso o processo”, criticou. “É a quebra total do Estado Democrático de Direito”, continuou.

Assista:

Trending