Siga-nos!

Política

Bolsonaro diz que não vai tomar vacina contra o coronavírus

Publicado

em

Bolsonaro diz que não vai tomar vacina contra o coronavírus

Foto: (reprodução/internet)

O presidente brasileiro Jair Bolsonaro disse na noite de quinta-feira que não tomará a vacina contra o coronavírus, a última de uma série de declarações que ele fez expressando ceticismo em relação aos programas de vacinação contra o coronavírus.

Leia também: Governador de São Paulo flutua usando vacina Sinovac sem aprovação da Anvisa

Declarações sobre a vacinação

Em declarações transmitidas ao vivo em várias plataformas de mídia social, o líder de direita acrescentou que dificilmente o Congresso exigirá que os brasileiros tomem uma vacina.

O Brasil tem o segundo maior número de mortes por coronavírus do mundo, e Bolsonaro há meses minimizou a gravidade da pandemia, apesar de ter sido infectado com o vírus em julho.

“Estou lhe dizendo, não vou aceitar. É meu direito, disse ele.

Bolsonaro também expressou ceticismo sobre a eficácia do uso de máscaras na transmissão, sugerindo que havia poucas evidências conclusivas da eficácia das máscaras em conter a transmissão do vírus.

Veja também: Brasil relata 37.614 novos casos de coronavírus, 691 mortes na Quinta-feira

O presidente disse repetidamente que os brasileiros não serão obrigados a ser vacinados quando uma vacina contra o coronavírus se tornar amplamente disponível. 

Em outubro, ele brincou no Twitter que a vacinação seria exigida apenas para seu cachorro.

Traduzido e adaptado por equipe O Verbo News
Fonte: Reuters