Siga-nos!

Política

Bancada Evangélica apoia decretação de calamidade pública

Medida facilita tomadas de decisão por parte do Governo

Publicado

em

ANÚNCIO

A Frente Parlamentar Evangélica (FPE), liderada pelo deputado Silas Câmara (Republicanos – AM), emitiu uma nota declarando apoio “irrestrito” à de decretação do Estado de Calamidade Pública por parte do Governo Federal.

Em meio a pandemia do novo coronavírus, Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) enviou hoje (18) ao Congresso o pedido para que seja reconhecido o estado de calamidade pública até 31 de dezembro, sob risco de paralisação da máquina pública.

ANÚNCIO

Uma das maiores preocupações nessa crise é o aumento de gastos para combater o avanço do vírus chinês. O texto enviado ao Parlamento lembra que as regras da Lei de Responsabilidade Fiscal – que estabelece limites para o gasto público, poderiam “inviabilizar, entre outras políticas públicas essenciais ao deslinde do Estado, o próprio combate à enfermidade geradora da calamidade pública em questão”.

Na nota, a FPE enfatiza que “este é um momento de união de todo o povo contra um inimigo comum, que ameaça dizimar parcela substancial de nossa sociedade, por isso nos unimos as autoridades públicas responsáveis pelo combate a proliferação do vírus e nos colocamos à inteira disposição para apoiar e votar as medidas necessárias para minimizar os efeitos desse grave problema.”

Leia na íntegra:

ANÚNCIO

NOTA DA FRENTE PARLAMENTAR EVANGELICA DO CONGRESSO NACIONAL EM APOIO A DECRETAÇÃO DE CALAMIDADE PÚBLICA

Diante da grave crise de saúde que se abateu sobre o Brasil, em consequência do COVID-19, e conscientes de que a segurança do povo brasileiro está à cima de qualquer outra prioridade, a Frente Parlamentar Evangélica no Congresso Nacional vem a público manifestar seu apoio irrestrito à decretação do Estado de Calamidade Pública por parte do Governo Federal.

Reiteramos ainda nossa disposição plena de apoiar todas as medidas necessárias que visem garantir a proteção da saúde da população, bem como sua estabilidade social e econômica. Neste sentido, apelamos às autoridades dos três poderes da República, Executivo, Legislativo e Judiciário, para que deixem de lado eventuais diferenças e unam-se nesta grande batalha em favor da nação.

Este é um momento de união de todo o povo contra um inimigo comum, que ameaça dizimar parcela substancial de nossa sociedade, por isso nos unimos as autoridades públicas responsáveis pelo combate a proliferação do vírus e nos colocamos à inteira disposição para apoiar e votar as medidas necessárias para minimizar os efeitos desse grave problema.

Sabemos que a Igreja é lugar de refúgio para muitos que se acham amedrontados e desesperados. A fé ajuda a superar angústias e é fator de equilíbrio psicoemocional. Por isso, neste momento de tanta aflição, é fundamental que os templos, guardadas as devidas medidas de prevenção, estejam de portas abertas para receber os abatidos e acolher os desesperados. Cremos que a fé é uma grande aliada neste grave momento da nação, por isso não podemos limitá-la.

Cientes de que o nosso socorro vem do Senhor, conclamamos a todas as igrejas Cristãs do Brasil para um grande movimento de oração em favor de nossa pátria. Além disto, apelamos aos pastores e líderes de todo Brasil que envidem todo esforço na orientação e prevenção nas suas comunidades contra esta pandemia maligna.

Que Deus nos abençoe!

Silas Câmara

Presidente da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional

ANÚNCIO

Filho, esposo e pai.