Siga-nos!

Mundo

Ativista do “Black Lives Matter” quer derrubar estatuas de Jesus e destruir igrejas

Shaun King diz que símbolos cristãos representam “supremacia branca” e “racista”.

Michael Caceres

Publicado

em

Shaun King (Foto: Bastiaan Slabbers - NurPhoto / Getty Images).

Um ativista do “Black Lives Matter”, movimento que tem promovido divisão racial nos Estados Unidos, pediu a destruição das estátuas de Jesus Cristo e das igrejas cristãs por representarem, segundo sua visão insana, a “supremacia branca” e “racista”, além de promover “a opressão” através da “sagrada família branca”.

“Sim, acho que as estátuas do europeu branco que eles alegam ser Jesus também devem descer”, afirmou Shaun King no Twitter na segunda-feira. “Eles são uma forma de supremacia branca. Sempre foi”, continuou.

Ele argumenta dizendo que na Bíblia, “quando a família de Jesus queria se esconder e se misturar” eles iam para o Egito. Ele pede que vitrais, murais e outras partes de igrejas e edifícios cristãos sejam destruídas por representar figuras bíblicas como brancas.

“Sim”, ele escreveu. “Todos os murais e vitrais de Jesus branco, sua mãe européia e seus amigos brancos também devem descer. Eles são uma supremacia branca de forma grosseira. Criado como ferramentas de opressão. Propaganda racista.

 

Trending