Siga-nos!

Mundo

Ateus americanos entram na justiça contra a cruz do memorial das torres gêmeas

O líder do grupo diz que esse símbolo é de um Deus que não impediu que os atentados terroristas acontecessem em 2001

Avatar

Publicado

em

O memorial erguido em Nova York em homenagem às vítimas dos atentados contra as torres gêmeas do World Trade Center virou algo da Associação dos Ateus Americanos, como no local há uma cruz eles alegam ao tribunal que tal símbolo fere o direito constitucional americano que diz que o Estado é laico.

A ação judicial cita como réus o governador de Nova Jersey, Chris Christie, e o prefeito de Nova Iorque, Michael Bloomberg. O grupo de ateus pede que o monumento feito com vigas de aço seja demolido.

Dave Silverman, presidente da associação de ateus, disse que a cruz da WTC “é um ícone dos cristãos cujo Deus, acrescentou, nada fez para deter os fanáticos muçulmanos e impedir a morte de 3.000 pessoas.”  Ele também afirmou que o símbolo é um “entulho” e “ridículo”.

Neste ano grupos de ateus tem aberto diversos processos contra símbolos cristãos em partições públicas, desde a citação de Deus no hino americano, até símbolos em bandeiras de escolas públicas e nome de cidades.

A cruz que gerou protesto oi removida de uma igreja para o memorial no sábado, quando houve uma missa de benção pelo monge franciscano Brian Jordan.

Diante do protesto dos ateus, Joe Daniels, presidente do memorial, defendeu a presença ali da cruz por ser uma homenagem àqueles que morreram no ataque terrorista que no dia 11 de setembro completa 10 anos.

Com informações Paulopes

Trending