Siga-nos!

Assembleia de Deus em Mato Grosso prepara filiação em massa no Partido Social Cristão

A ideia e fazer com que o partido tenha 60 mil filiados, o que pode gerar baixa em outros partidos

Publicado

em

ANÚNCIO

O Partido Social Cristão (PSC) vai receber inúmeras filiações de membros da Assembleia de Deus até o final de setembro. O movimento está sendo articulado pelas  lideranças da Igreja Assembleia de Deus, em Mato Grosso, visando as eleições de 2012 e 2014.

A ideia inicial é somar 60 mil filiados neste ano e , futuramente, fazer frente ao poder político da Igreja Universal do Reino de Deus, do bispo Edir Macedo, que tem infiltração no PRB e é liderado nacionalmente pelo senador Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro.

ANÚNCIO

De acordo com a  Midianews, toda a articulação é liderada pelo suplente de deputado federal Victorio Galli, atualmente no PMDB, com apoio do deputado estadual Sebastião Rezende (PR).

A filiação de evangélicos do PSC também é liderada por Manoel Abílio Mourmer Ribeiro, filho do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, vice-presidente nacional da Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

“Toda essa articulação vai gerar uma grande novidade no cenário político. A ideia é agregar seguidores da Assembleia de Deus, mas outros evangélicos não estão impedidos de somar ao projeto. Seremos um partido pautado no valor cristão, buscando valorizar o próximo apostando na melhoria da qualidade de vida do cidadão”, informou uma fonte, que, por enquanto, prefere ficar no anonimato.

ANÚNCIO

Para alcançar sucesso nas urnas o partido pode usar a estratégia de usar nomes conhecidos dos eleitores o que pode provocar uma baixa em diversos partidos. Entre os nomes que podem aparecer está o da ex-vice-prefeita de Cuiabá, Jacy Proença, do ex-comandante geral da Polícia Militar, Orestes Oliveira, e do segundo suplente do PT na Câmara de Cuiabá, Oséas Machado de Oliveira.

Embora o petista seja integrante da Igreja Batista, é forte a chance de ele migrar para o PSC. Ele obteve 2.743 votos na eleição municipal de 2008.

Outro nome que também é cotado para concorrer as próximas eleições é do empresário Valdinei Iori, que concorreu na última eleição a deputado federal pelo PSDB, já é dado como certo no PSC. Até mesmo o  pastor José Marcos, que é filiado ao DEM, pode mudar de partido.

Até 2014, o grupo ainda trabalha com a possibilidade de inclusão do vereador por Cuiabá, Misael Galvão (PR), que obteve 3.069 votos na eleição de 2008 e assumiu uma vaga na Câmara, em função da nomeação de Francisco Vuolo (PR) para o secretariado do governador Silval Barbosa (PMDB).

Com informações Midia News

ANÚNCIO